sábado, 19 de agosto de 2017

Catecismo de Nossa Senhora (VI)



O que nos sustenta para sermos Igreja hoje, é a oração, feita em particular, e com os irmãos, na comunidade; a participação nos sacramentos, principalmente na Eucaristia, momento crucial da vida cristã.; o testemunho missionário, a luta pela justiça e solidariedade.
Mt 6,5-15)

O amor e a devoção à Nossa Senhora ajudam a sermos Igreja porque Maria e a Mãe de Jesus,que coopera na realização de sua obra salvadora, é nossa Mãe espiritual, uma vez que somos irmãos de Jesus Cristo, pela graça.
(Jo 2,1-12)

Nossa Senhora da Conceição Aparecida está continuamente socorrendo seus devotos em suas necessidades espirituais e animando a esperança de seu povo, sobretudo daqueles que sofrem. Representada, em seu Santuário pela pequena Imagem negra da Virgem da Conceição, ela está viva e glorificada no céu, intercedendo por nós junto de Deus.
Ela mede  36 cm de altura, pesando 2.550 quilogramas.Sua negritude se deve, primeiramente à fumaça das velas queimadas em seu louvor e, depois, à permanência da Imagem, em dois pedaços, durante muito tempo, no fundo lodoso do rio Paraíba do Sul. Além disso, a tonalidade escura identifica-a com o povo brasileiro, em suas características raciais. Naquele momento histórico da escravidão, Maria surgiu como Rainha em forma de escrava para que os escravos se tornassem livres.

Em outubro de 1717, João Alves, Domingos Garcia e Felipe Pedroso, durante uma histórica pescaria, encontraram primeiro o corpo, depois a cabeça de uma imagem de Nossa Senhora da Conceição. Após este encontro, os três humildes e benditos pescadores foram recompensados com uma prodigiosa pescaria. Agradecidos, eles a chamaram de Nossa Senhora Aparecida, porque foi pescada pelas suas redes.
(continua)

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Salve Nossa Senhora da Assunção!


Minha devoção à Maria Santíssima remonta de pequena quando fui batizada no dia do nascimento de Minha Mãe Amada...
Trabalhei,  como voluntária, na Paróquia Nossa Senhora da Assunção, hoje Santuário Nacional São José de Anchieta no Espírito Santo...
Foram 8 anos de pura Intercessão maternal... foi  uma missão linda que agregou muitas famílias (3.000)... foi uma das mais nobre e belíssima Missão que Deus me confiou...
Fui tremendamente abençoada!
Foi também neste dia especial que pedi à Nossa Senhora da Glória para ter uma filha menina pois já tinha dois meninos... ela me concedeu esta grande Graça... fechou, com chave de ouro, meu ciclo de maternidade.


No colégio das Irmãs,
Tinha uma gruta,
Em honra à Nossa Senhora de Lourdes,
Atraíamo-nos, como ímãs,
Suplicava sua intercessão materna...

A Mãezinha faz parte dos meus amores...

Há seis anos voltei por lá para revê-la...

Minha Mãe Amada toma conta de mim e por mim tem imenso desvelo...


Eu guardo minha lâmpada acesa para o Senhor!

"Mas as prudentes levaram azeite em suas vasilhas, com as suas lâmpadas." 
(Mt 25,4)





Minha Mãe e eu...



domingo, 6 de agosto de 2017

Catecismo de Nossa Senhora (V)




A maior prova de amor de Jesus pelos homens foi a sua vida, Sofrimento, Morte e Ressurreição. pela sua Vida mostrou-nos que a fraternidade entre nós é possível, pelo seu Sofrimento e Morte, restabeleceu nossa união com Deus, pela ressurreição, Ele permanece vivo entre nós como Caminho, Verdade e Vida.
(Jo 14,1-14)

Jesus permanece conosco para sempre através de sua igreja, que somos nós, povo de Deus que peregrina na história. É a Igreja Comunidade, que continua a obra e a mensagem de Jesus no mundo. O que Jesus foi para seu tempo, devemos ser para nossos dias: verdadeiros, justos, fraternos e santos.
(Mt 10, 1- 42)

Jesus fundou a Igreja, reunindo apóstolos e discípulos que pudessem levar adiante a sua missão evangelizadora, enviando-os para que tornassem todos os povos seus seguidores. prometeu que estaria vivo e sempre o meio de nós, até o fim do mundo.
(Mt 28,16-20)

Para sermos Igreja de Jesus hoje, devemos viver em comunidade e assumir os seus ministérios, serviços e pastorais.
Realizar o anúncio profético de Jesus Cristo, morto e ressuscitado, como Boa nova do Reino de Deus e presença do amor salvífico e liberador de Deus.
Colocar nossa esperança e a força de nossa fé no Evangelho de Jesus, lendo, meditando e praticando a Palavra de Deus.
Viver preocupados e solidários para com os pobres, defendendo e promovendo seus direitos humanos fundamentais na sociedade, pois são os que mais sofrem, não tendo vez nem voz.
Estabelecer diálogo respeitoso com outros cristãos e com diferentes religiões e culturas.
(Jo 17, 20-26)