domingo, 19 de novembro de 2017

O Rosário de Maria



SEGUNDAS FEIRAS:


  MISTÉRIOS DA ALEGRIA (Gozosos)  
1o. Mistério – A anunciação do Anjo a Maria
2o. Mistério – A visita de Maria a sua prima Isabel
3o. Mistério – O Nascimento de Jesus
4o. Mistério – A apresentação de Jesus no Templo
5o. Mistério – A perda e o reencontro do menino Jesus em Jerusalém

TERÇAS E SEXTAS FEIRAS:

MISTÉRIOS DA DOR (Dolorosos)
  1o. Mistério – A agonia de Jesus no Horto das Oliveiras
2o. Mistério – A flagelação de Jesus atado à coluna
3o. Mistério – A coroação de espinhos
4o. Mistério – Jesus carrega a Cruz para o Calvário
5o. Mistério – Crucificação, sofrimento e morte de Jesus

QUARTAS FEIRAS E DOMINGOS:

MISTÉRIOS DA GLÓRIA (Gloriosos)
1o. Mistério – A Ressurreição de Jesus
2o. Mistério – A Ascensão de Jesus ao Céu
3o. Mistério – A descida do Espírito Santo sobre os apóstolos
4o. Mistério – A assunção de Maria ao Céu
5o. Mistério – A coroação de Maria como Rainha do Céu

QUINTAS FEIRAS:

MISTÉRIOS DA LUZ (Luminosos)
1o. Mistério – O Batismo no rio Jordão
2o. Mistério – A auto-revelação nas Bodas de Caná
3o. Mistério – O anúncio do Reino com o convite à conversão
4o. Mistério – A transfiguração no Monte Tabor
5o. Mistério – A instituição da Eucaristia

 SÁBADOS:

MISTÉRIOS DA ALEGRIA  (Gozosos)
1o. Mistério – A anunciação do Anjo a Maria
2o. Mistério – A visita de Maria a sua prima Isabel
3o. Mistério – O Nascimento de Jesus
4o. Mistério – A apresentação de Jesus no Templo
5o. Mistério – A perda e o reencontro do menino Jesus em Jerusalém

  DOMINGOS:

MISTÉRIOS DA GLÓRIA (Gloriosos)
1o. Mistério – A Ressurreição de Jesus
2o. Mistério – A Ascensão de Jesus ao Céu
3o. Mistério – A descida do Espírito Santo sobre os apóstolos
4o. Mistério – A assunção de Maria ao Céu
5o. Mistério – A coroação de Maria como Rainha do Céu.

A oração do Terço
A Santa Igreja sempre nos ensinou que o Terço é  uma oração completa, pois abrange a oração vocal, a meditação e a contemplação dos mistérios de Deus.

Oferecimento
Divino Jesus, eu Vos ofereço este Terço que vamos rezar contemplando os mistérios de nossa Redenção. Concedei-me, pela intercessão de Maria, Vossa Mãe Santíssima, as virtudes que me são necessárias para bem rezá-lo e a graça de ganhar as indulgências anexas a esta devoção. Ofereço-Vos particularmente este Terço...(seguem as intenções). Iniciamos com o Creio em Deus Pai Segue-se um Pai Nosso, três Ave Marias e um Glória, em honra da Santíssima Trindade.
Antes de cada dezena, faz-se a contemplação do mistério, Reza-se o Pai Nosso, as dez Ave Marias e o Glória.
No fim de cada dezena reza-se a oração que o anjo ensinou aos pastorinhos de Fátima:
Ó meu Jesus, perdoai-nos, livrai-nos do fogo do inferno, levai as almas todas para o céu, principalmente as que mais precisarem.
No final do terço reza-se a Salve Rainha que poderá  ser precedida do agradecimento seguinte:
Infinitas graças Vos damos, Soberana Princesa, pelos benefícios que todos os dias recebemos de Vossas mãos liberais. Dignai-Vos, agora e sempre, tomar-nos debaixo de Vosso poderoso amparo, e para mais Vos obrigar, Vos saudamos com uma Salve Rainha
Salve, Rainha, mãe de misericórdia, vida, doçura, esperança nossa, salve! A vós bradamos os degredados filhos de Eva. A vós suspiramos, gemendo e chorando neste vale de lágrimas. Eia, pois, advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei, e depois deste desterro mostrai-nos Jesus, bendito fruto do vosso ventre, Ó clemente, ó piedosa, ó doce sempre Virgem Maria
V.: Rogai por nós santa Mãe de Deus
R.: Para que sejamos dignos das promessas de Cristo

domingo, 12 de novembro de 2017

A Virgem Maria


A Virgem Maria

Quem não souber quem é Deus,
Recorra a Ti, ó Maria!
Quem não encontrar Misericórdia em Deus,
Recorra  a Ti, ó Maria!
Quem não se conformar com a Vontade de Deus,
Recorra a Ti, ó Maria!
Quem se sentir desfalecer,
Recorra a Ti, ó Maria que és fortaleza e
Poder.
Quem se encontrar em luta contínua,
Recorra a Ti, que és mar pacífico...
Quem se  encontrar em tentação,
Recorra a Ti, ó Maria!
Acorra a Ti, acorra a Ti, ó Maria!

(Santa Maria Madalena de Pazzi)


sábado, 4 de novembro de 2017

Minha Mãe



Virgem cheia de graça, admirável,
Que o verbo eterno, amando concebeste,
No ventre virginal, templo divino,
Quem não cabe nos Céus nele escondeste
Por sobrenatural modo inefável.

Virgem guarda  fiel do maior tesouro,
Nova revelação do Espírito Santo,
Em quem, de quem,  por Deus nos foi dado.

Virgem  visão da paz, aérea segura,
Tu  profetizaste que bem-aventurada
Todas as gerações Te chamariam.
Enfim, Deus para nós Te fez Mãe sua,
Confiando a Ti voou,
Pois o que é meu remédio é glória Tua.
(Frei Agostinho da Cruz)